Textos

 Lápis 

Se um lápis fosse escrever
Todas linhas tortas da vida
Intortaria a ponta sem conter
Não seria uma palavra dita

Seria um lápis desalinhado
Como um grafite sem ponta
Um logo qu'é mal desenhado
Uma calculadora sem conta

Desenho a minha história
Com rabiscos sem primazia
Sou lápis de grande memória
E enveredo como poesia

E com esse lápis me escrevo
Melhorando a pouco a caligrafia
E nessas linhas eu me descrevo
Como raios X e minha fotografia

Quem me dera fazer traços
Que tragam belas pinturas
E com elas eu me desfaço
Moldo sem folhas e rasuras...

E quando lápis for escrever
Pego uma borracha e apago
Toda solidão e todo amargo
Redigido em meu sofrer...
Eduardo de Melo
Enviado por Eduardo de Melo em 06/10/2018
Alterado em 02/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr