Textos


Soldado de chumbo....

Nessa vida passo e levo
Toda forma de aprender
Nem mas me chateio, encarrego
Toda obra que me faz sofrer...

Passo meu tempo a fio
Desprezo toda ilusão
Dou nome a esse filho
Que se chama a emoção.

Essa emoção contida
Tampouco vivenciada
És pouco esquecida
Mas esperta e anunciada.

Nem perco sono por isso
Vivo agora é do momento
Esse meu sofrer, eu permito
Que enclausure no pensamento!

Oh que eterno, que terno sou
Vou seguir desmedido de amor
Se for assim, não perco...me dou
Sem olhar pra trás esqueço da dor.

Sigo por ondas inquietas
Por ventos bem vorazes
Por estradas incertas
Mas só são vis fases...

Que trago elas na mochila
Leves pra longe de mim!
Quero ondas tranquilas
Quero perfume em jardim...

Sou soldado de chumbo
De guerras invencíveis
Preparando o meu mundo
Torno o difícil, o possível.

E assim desbravo a existência
Sendo o herói de barro e forte
Que modela sua própria essência
Mesmo fraco, faço a minha sorte!


 
Eduardo de Melo
Enviado por Eduardo de Melo em 02/11/2018
Alterado em 02/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr