Textos


ESTRELA AMANTE

De amores impossíveis
A Estrela e o Príncipe
Tem enredo imprevisível
No condado de Paradise.

A Estrela bem reluzia
E o Príncipe era beleza
E a Estrela não entendia
Como faz pra ser princesa.

Um dia ao anoitecer
O Príncipe olhou pro céu
Perdido por sofrer
Um amor jogado ao léu.

Que estrela reluzente e formosa
Tal estrela tão fosforescente
Queria conhecê-la, a hermosa
Que de tão linda é incandescente.

Um dia ela caiu
E o Príncipe a esperou
A estrela que o atraiu
Que o rapaz se apaixonou.

Como teres esse amor?
Se a estrela não voltaria
Que quão essa dor...
Que até o céu sentiria

Oh minha estrela errante
Tenho por ti uma feição
És o amor dos amantes
Que choram por sofridão.

Nos meus olhos nem vejo mais
Por ter meu sonho o teu
E corro à noite voraz
Pra me fazer o teu Romeu!

A Estrela piscou na imensidão
O Príncipe assim se comoveu
Como sei se é do seu coração
A estrela cadente que encandeceu.

Tão grande era sua paixão
Que o rapaz entristeceu
Ficou caído no chão
E ali o nobre permaneceu.

No entardecer de um dia
A luz bateu como farol
Que bateu e se refrataria
Se num fosse um lindo Sol!

Que trazia um recado
Da estrela apaixonada
E dizia ao namorado
Que logo veria a amada.

Saltou de amores!
De alegria saltitante
Via em tudo primores
Mesmo tendo o amor distante.

Anos se passaram...
E o príncipe se comoveu
Logo todos acharam
Que a estrela o esqueceu.

Chorou um rio de flores
Em ti grandes amores
Estes de desencontro
Seu destino era os escombros.

Numa linda alvorada
Estava debaixo da macieira
Escutou um estardalhaço
Perto de uma roseira.

E num era sua Julieta
Em forma de roseira
Que fizeste teu amor?
Que pareces uma flor.

Ela tinha pedido ao Sol.
Um troca de lugar
Que fosse de estrela a sol
E poder seu amante iluminar.

Em seguida, trocou com a roseira
E ela pode vê-lo nos campos
Para viver perto da macieira
No local de seus encontros.

Só faltava serem iguais
Não seria bom demais!
Estória essa bom de ver
Mas lembra de não se envolver...

Pois o amor deles foi assim
Aberto ao diferente
Como amor bem facim
Um amor desses do presente!




















 
Eduardo de Melo
Enviado por Eduardo de Melo em 12/11/2018
Alterado em 12/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr